Mira Prism: o novo headset de realidade aumentada

Hoje vamos conhecer o Mira Prism, um simples porém engenhoso headset de realidade aumentada que pode trazer grandes experiências com baixo custo.

O Mira Prism

O procedimento para usar o headset é simples: primeiro o usuário precisa iniciar algum aplicativo compatível com a tecnologia no smartphone, em seguida o smartphone deve ser encaixado no headset e por fim basta acomodar o Mira Prism na cabeça. A posição do smartphone é tal que o conteúdo da tela é refletido nas lentes transparentes do visor. Quem já teve oportunidade de testar diz que o resultado é bem interessante.

O headset funciona integrado a um smartphone iPhone (serão inicialmente suportadas as versões 6, 6s e 7) e até o momento o site oficial não dá notícias sobre suporte a Android.

Os sensores no iPhone permitem que o headset rastreie a rotação de sua cabeça, já o controle remoto (incluído no pacote) controla a rotação e aceleração das mãos, assim ele pode ser usado como uma arma laser, varinha ou qualquer outro elemento relevante para a experiência.

Por meio do bluetooth do iPhone é possível obter experiências multiplayer em realidade aumentada. Alguns jogos que fazem uso dessa possibilidade já estarão disponíveis no lançamento oficial.

Mira Prism

O headset foi criado pela startup americana Mira que tem sede em Los Angeles e já recebeu aporte financeiro de vários fundos de investimento. Esse interesse de investidores, aliado ao recente lançamento do ARKit pela Apple, são claros sinais que esse headset pode realmente fazer muito sucesso.

Lançamento

O Mira Prism tem potencial para ser em realidade aumentada o que o Google DayDream é para a realidade virtual, entregando uma relação custo-benefício alta por um investimento baixo (ou muito baixo se comparado com o ótimo porém caro Microsoft HoloLens).

O headset já está disponível para pré-venda no site oficial por 99 dólares e será lançado ainda este ano nos Estados Unidos.

Deixe um comentário: